20 junho 2006

Saudades da ditadura

É verdade. Tenho muitas saudades da ditadura. A partir de 1964 nossos compositores nunca foram tão criativos, profícuos. Tínhamos o Chico fazendo grandes músicas, o Tom Jobim, Vinícius, Carlos Lyra, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Edu Lobo, Beatles, Rolling Stones, Belchior, etc. Acabou a ditadura e esses caras pararam de fazer música. Veio então um hiato tão grande na música brasileira que não consigo citar nenhum nome além de João Bosco. Vieram intérpretes notáveis, como: Emílio Santiago, Marisa Monte, aquela que morreu, Cássia Eler, e outras mais. Houve então um enxame de drogas, lideradas por Xitões, Xororós, Zezés, Lucianos e Daniéis que detonaram completamente o ouvido do brasileiro. Coisas incríveis aconteceram: Um lugar especial, onde você tinha a certeza de não ouvir uma música caipira era São Paulo ou o Rio de Janeiro . Tudo mudou. Hoje, em qualquer lugar destas cidades você corre um grande risco de ouvir essas drogas. Num boteco, no quiosque da praia, no ônibus, no rádio se seu carro... e o pior é que você não está ouvindo uma música caipira autêntica. Está ouvindo essas drogas, essas m.. dessa turma de falsários. A culpa é deles ou da TV Globo que deu guarida a essas barbaridades? De nenhum dos dois. A culpa é do povo brasileiro que não tem cultura ou educação suficiente para saber o que é bom e o que é ruim. São Paulo tem 2 orquestras sinfônicas e duas orquestras filarmônicas. Austin tem uma porrada. Visitem a página de Austin, Tx e vejam a quantidade de orquestras que lá existem. Isto é cultura. Jamais os Xitões fariam sucesso num país um pouco mais culto que o nosso.
Assim falou Shiost!

3 comentários:

caos e ordem disse...

oi senhor, [e muita vontade de ver blog, no ap minha maquininha nao conecta nem com todos os cabides ligados, estou aqui no business center do condom[inio para poder me atualizar e fazer este comentario.
o senhor ainda vai aprender que os contrarios se completam, existe literatura se herman hesse e de sidney sheldon. Neste teclado tem hora que a tecla de maiuscula nao funciona. acentuacao e cecedilha nem falar.
tem gente que gosta de rodeio e pensa que gosta dos animais. Na espanha judiam dos touros humanamente, ia dizer animalescamente mas animais nao fazem judiacoes.
Ainda falando dos contrarios, tem gente que tem cultura e outros tem curtura.

escreve que eu venho aqui no BC ler e comentar

zecao

timtimdez disse...

Tô com o Citeli, tem lugar pra todo mundo. Antes eu ficava injuriado quando o Shiost espinafrava a música caipira... hoje estou mais resignado, pois vi que ele admite a legítima música caipira, lá do interior de São Paulo. Eu tinha doze anos quando decorei Cabocla Tereza. E VIVA a pluralidade!

irmãcaçula disse...

Embora existam muitas pessoas com saudade de muitas coisas da Ditadura, principalmente dos generais, creio que as músicas foram os únicos frutos doces que restaram, pois os outros amargaram muitos corações. Está aí seu sobrinho "predileto" com seu trabalho de iniciação " cientíca" sobre "tortura", exatamente dessa época tão saudosa!