17 abril 2007

Aviso aos navegantes

Retorno para contar o andamento do processo de investigação que os médicos estão fazendo para descobrir o mal que me afige.

1. Ao dizer ao cardiologista que havia perdido quatro quilos em mais ou menos seis meses, ele me pediu um hemograma. Ao analisá-lo, encaminhou-me a um hematologista.

2. O hematologista ao ver o exame, pediu outro hemograma. Há dois tipos de pedido de exame: um se chama eletivo e outro se chama urgente. Ele fez o X no urgente. Fiquei muito apavorado, pois o resultado saiu no mesmo dia.

3. De posse do resultado ele chegou a nenhuma conclusão e pediu um exame de sangue da medula óssea. Esta vez foi eletivo. O médico aproveitou para participar de um congresso no Rio.

4. Uns 10 dias depois foi marcada a retirada do sangue da medula óssea. Timtim e Caos fizeram a boa ação de me acompanharem ao hospital, caso houvesse algum desmaio de minha parte. Passados 10 minutos na sala de espera da Unimed, Caos foi comer um pastel. Timtim ficou me dando um apoio. Tirei o sangue e, imediatamente, Caos com seu carro a gasolina movido a álcool nos levou para o laboratório especializado em genética e essas coisa complicadas, em Campinas. Fomos: Timtim, Caos, a amostra de sangue numa caixinha de isopor e eu.

5. O resultado sairia em 30 dias. Não poderia morrer antes. Porém, as células do sangue da medula, completamente incultas, não conseguirão terminar sua cultura e o exame não valeu nada. Devido à ignorância das células, o hematologista decidiu que deveria fazer uma biópsia, que é muito melhor que uma autópsia.

6. Hoje passei no anestesista que, meio contrariado, autorizou a realização do procedimento de tirar um pedaço de minha medula óssea. A consulta era às 17:30. A uns cinco quarteirões do consultório do anestesista meu carro pifou. Após grandes intervenções da Lucy e Márcio, meu filho, consegui chegar a tempo para a consulta: 17:38h. Fui atendido às 18:45, pois, todo o médico que se presa deve atrasar pelo menos uma hora, deixando os palhaços vendo a Xuxa.

7. Agora só falta marcar a data. Estou morrendo de medo! Preciso de apoio moral, psíquico e sistêmico. Saravá!

5 comentários:

timtimdez disse...

Tô aqui, meu amigo! Segura na minha mão, se não quer segurar na mão de Deus. Seu relatório é quase completo. Faltou dizer quanto tempo precisamos esperar pelo resultado. Quero saber também se continua emagrecendo, ou se, depois daquela comilança patrocinada pelo Caos, ganhou uns quilinhos. Sugiro que faça mais relatórios até o seu passamento.
Não esqueça de atualizar seu Certificado Único (CU), sempre útil pra quem está às voltas com exames, biópsias e autópsias. ESCREVA MUITO

irmãcaçula disse...

Imitando o TimTim, "Tô aqui", meu irmão, eu, minha família e muitos amigos "não visíveis ao olho nú". Portanto, acredite, se quiser!
Não entendi o porquê do anestesista estar meio contrariado.
Você sabia que tem um sobrinho dessa especialidade e um cunhado também médico? Nunca falou com eles sobre isso que está fazendo.
Que tal perguntar ao Daniel sobre a anestesia e o procedimento, para ficar mais socegado? Beijos!

NiceBarth disse...

Meu muito querido Primo Shiost, estamos todos segurando sua mão, apoiando você em tudo e por tudo. Só não nos deixe sem notícias tanto tempo. Abra O SEGREDO do Zecão e leia tudo, o completo. Gostei muito, me fez bem, fiquei feliz. Um beijo grande do fundo do coração.

irmãcaçula disse...

Caro mano
O Daniel disse que é para ficar tranquilo. Está tudo dentro da normalidade: o procedimento e a anestesia.
Beijos!

caos e ordem disse...

Meu querido amigo de ônibus e novel neighbour.
Com tanta gente segurando na sua mão nem precisa das minhas.
O que posso te garantir é que se precisar todos vão te enterrar chorando.
Lembre-se que o Gustavinho existe e tem soluções espetaculares.
Lembre-se também de colocar comentários no blog do Zecão.
Seu relatório não precisava ser tão completo ao ponto de contar que tenho um carro a gasolina movido a álcool.
Como diz o macaco Simão "nois sofre mais nois goza".

falou o Zecão