29 agosto 2006

Teste da semana

Me digam de quem são estes versos:

Perpectiva -
Use-A ou perca-A
Se virou para esta página
esqueceu-se de que aquilo que se passa
em volta de você não é realidade.
Pense nisso.

Lembre-se de onde veio,
para onde vai, e por que você criou
a confusão em que se meteu para começar.
Você terá uma morte horrível, lembre-se.
Tudo é um bom treino, e você gostará
mais se conservar os fatos
em mente.
Mas leve sua morte a sério.
Rir a caminho de sua execução
não é normalmente compreendido por formas
de vida menos avançadas, e
o chamarão de doido.

Aprender
é descobrir
aquilo que você já sabe.
Fazer é demonstrar que
você o sabe.
Ensinar é lembrar aos outros
que eles sabem tanto quanto você.

Vocês são todos aprendizes,
fazedores, professores.

A sua única
obrigação em qualquer vida
é ser sincero consigo mesmo.
Ser sincero com outra pessoa ou
outra coisa não só
é impossível, como ainda é a
marca de um falso
messias.


As
perguntas mais simples
são as mais profundas.
Onde você nasceu? Onde é o seu lar?
Para onde vai?
O que está fazendo?

Pense sobre
isso de vez em quando, e
Observe as suas respostas
se modificarem.

Você
ensina melhor
o que mais precisa
aprender.

Viva
de modo a nunca
se arrepender se algo que você faça
ou diga for publicado
pelo mundo afora -
mesmo que
o que for publicado
não seja verdade.

3 comentários:

timtimdez disse...

De início achei que o texto é de Mesmeu. Depois, pela prolixidade e verve, pensei se tratar da prima Nice.
Mas bem que pode ser de Augusto dos Anjos ou algum mestre da escola gongórica. Aguardo a revelação

caos e ordem disse...

Po, faz uma pergunta mais fácil. É tudo do mesmo cara ou são vários autores. Senti cheiro de Sócrates.
Ao menos voltou 4 dias depois.

Zecão

timtimdez disse...

Grande revelação! Bom saber que o caro maigo cultua Bach, ou pelo menos dá um lugar aos pensamentos dele. Concordo plenamente : se você está vivo, não cumpriu sua missão. Não pode dizer que é uma pessoa realizada. Sou uma pessoa procurando me realizar, a caminho do fim. Reli o texto de Bach e soube dar-lhe outra interpretação. Como a gente é mesmo preconceituoso: quando li pensando ser pensamentos do Mesmeu ou da prima Nice, não dei tanta atenção.
Obrigado por apresentar a Irmãcaçula com o rebento e a nora.